INTERVENÇÃO EFÊMERA

MARAGOGI | AL

FICHA TÉCNICA
  • Realização: Local: Praça Nossa Senhora da Guia, disrito de Barra Grande – Maragogi / AL

  • Status: Intervenção efêmera realizada – novembro de 2017

  • Projeto: Urb-i

  • Execução: Paulo Carmagnani, Carol Guido, Elza Lira, alunos das escolas Antônio Verçosa Coelho e Esperidião Francisco Nogueira, comunidade local e prefeitura de Maragogi.

  • Parceiros: Elza Lira, prefeitura de Maragogi, professores e funcionários das escolas

PROJETOS

O convite para realizar essa intervenção partiu da arquiteta e urbanista Elza Lira, consultora da prefeitura de Maragogi, e que atualmente está elaborando o plano diretor da cidade. O objetivo do nosso trabalho foi demonstrar, por meio de uma ação pontual, que é possível melhorar espaços públicos para que sejam mais vivos e atraentes. Propomos criar uma história para os participantes guardarem pra sempre na memória. Foi um desafio enorme organizar tudo a distância, mas contamos com o apoio da Elza e de várias secretarias municipais.

 

O distrito de Barra Grande é pouco visitado por turistas e muito frequentado pelos moradores locais. Escolhemos as praças Nossa Senhora da Guia e a Praça da TV, conectadas pela Rua da Maravilha, como ponto de partida. Ambas estão ao lado de uma escola, porém são pouco utilizadas pelas crianças. A praça da TV tem cinco bancos dispostos em formato de “U” em frente a uma casinha suspensa por uma coluna de concreto. Dentro dela, um aparelho de televisão usados principalmente durante as noites pela população. Durante o dia, a falta de sombreamento e aridez da praça afastam os usuários.

1
2
3
4
5
6
7

OUVINDO A COMUNIDADE

 

Como estratégia para levar as crianças a interagirem como o espaço público, fizemos as atividades em dois dias - um para aproximá-las do ambiente externo e outro para realizar a intervenção com materiais leves. Pedimos para que os alunos de 5a e 6a séries para desenharem como enxergam o entorno da escola. Árvores, casas e a própria escola surgiram coloridas no papel em branco. O que mais apareceu foi a tal praça da TV (ainda sem muita cor), indicando uma forte relação dos pequenos com aquele espaço.

 

A segunda parte das atividades foi a Bitácora de Passeio, uma espécie de diário de bordo criado pelo arquiteto e urbanista mexicano Aldo González Barrera. Em uma folha de papel, as crianças reconhecem vários elementos no espaço público, como texturas, vegetação, nomes de ruas. O trabalho foi ótimo para eles se soltarem e caminharem um pouco ao redor da escola, algo incomum na rotina de lá, e o que os motivou a participarem da próxima atividade.

 

Ao final do dia, estendemos um mapa da área da intervenção e pedimos para que os alunos e a comunidade indicassem o que gostariam que tivesse naquela área. Muitos pediram para conectar a praça da TV à escola, criando assim uma nova área de convivência. Também sugeriram uma iluminação melhor, mais bancos, equipamentos para idosos, biblioteca, entre outros.

DSC_2137
Arquivo_003
DSC_2102
DSC_2109
DSC_2121
DSC_2098
DSC_2125
WhatsApp Image 2017-11-08 at 21.21.09
WhatsApp Image 2017-11-08 at 21.20.08
WhatsApp Image 2017-11-08 at 21.22.12 (1)
WhatsApp Image 2017-11-08 at 21.22.12 (3)
WhatsApp Image 2017-11-08 at 21.22.12 (4)
WhatsApp Image 2017-11-08 at 21.22.12

A INTERVENÇÃO

 

Usando como base as sugestões dos usuários, a Urb-i desenvolveu um projeto de intervenção minimamente viável com o material adquirido, visando deixar um legado. Em parceria com a prefeitura de Maragogi, conseguimos vários materiais como cal, corante, baldes, broxas, vassouras, pneus, iluminação, mudas de plantas e muita vontade de transformar! Quando chegamos ao local para iniciar os trabalhos, a criançada já estava ansiosa. Demos algumas orientações iniciais e já partimos para a mudança no ambiente. 

 

Como já imaginávamos, os alunos queriam saber de pintar o chão, os pallets e os pneus com a tinta colorida. Os mais velhos plantaram as mudas de Pau Brasil e outras espécies na área da intervenção. A prefeitura já havia instalado novas lâmpadas e recolhido o entulho em uma das áreas. Ao final do dia, conectamos a praça da TV à escola, criando uma área para as crianças brincarem com segurança. A praça Nossa Senhora da Guia ganhou nova iluminação e muita cor.

 

PRÓXIMOS PASSOS

 

A intervenção efêmera é uma ação pontual com o objetivo de abrir os olhos da sociedade e mostrar que espaços públicos podem ser melhor aproveitados. Por alguns dias ou apenas algumas horas, o evento serve como uma provocação e não para resolver todos os problemas. A ação se torna estratégica a partir do momento que se pensa no médio e longo prazos. A reforma propriamente dita pode vir após uma análise mais profunda e comunicação junto aos moradores.

 

O diálogo com a sociedade é fundamental para explicar os objetivos do trabalho e ouvir as opiniões de todos. O exemplo das praças no distrito de Barra Grande pode ser replicado em muitas outras de Maragogi. A rede hoteleira, os comerciantes, moradores e o poder público devem unir esforços para replicar a experiência nos espaços públicos da cidade, ainda carente de áreas de lazer.