INTERVENÇÃO EFÊMERA 

 SÃO MIGUEL PAULISTA | SP 

FICHA TÉCNICA
  • Evento: SÃO MIGUEL MAIS HUMANA - Rua para Todos, Nov 2016

  • Realização: Prefeitura de São Paulo, Bloomberg Philantropies, NACTO, Global Designing Cities Initiative, CET, Mobilab, ITDP Brasil, Vital Strategies, Citi Foundation

  • Colaboração: Urb-i, Bijari, Red OCARA, Ping Point, ANTP,  Cidade Ativa, mobifilm, WRI Brasil, SP Urbanismo, Scipopulis

  • Local: Praça Getúlio Vargas Filho, São Miguel Paulista, São Paulo, SP, Brasil

  • Equipe Urb-i + Colaborades: Carolina Guido, Paulo Franco, Henrique Vital, Yuval Fogelson, Roberto Gentilezza, Fernanda Mercês,  Carolina Braido, Silvia Monteiro, Hérika Klafke, Tadeu Moreno, Alê Taira

PROJETOS

O EVENTO

Foi com muita alegria que a Urb-i participou do evento “São Miguel mais humana: rua para todos”, no bairro de São Miguel Paulista, extremo leste da cidade de São Paulo. O local escolhido pelos organizadores foi a praça Getúlio Vargas Filho, que fica numa área comercial e de intenso movimento de pedestres.

 

A Urb-i ficou encarregada do paisagismo e de colaborar na organização da a parte central da intervenção. Nossa equipe de arquitetos/urbanistas trabalhou no desenho junto com profissionais do Mobilab, respeitando o projeto do escritório vencedor do concurso área 40 de São Miguel.

Mesmo antes da definição da planta para o evento, já saímos em busca de materiais para compor o espaço. Nossa intenção foi criar um local agradável para que todos pudessem curtir o dia com a família e amigos. Vários colaboradores da Urb-i ajudaram antes, durante a depois da intervenção (sem eles teria sido bem mais difícil!).

 

No dia do evento, chegamos as 6h da manhã para pintar o chão e deixar tudo pronto a tempo do início das atividades. Utilizamos cinco tipos de plantas para demarcar o espaço, espalhamos grama sintética sobre o asfalto, colocamos guarda-sóis e cadeiras de praia. O resultado foi um dia incrível com muita música ao vivo, dança e atividades para as crianças!

O evento teve apenas um dia de duração (intervençao efêmera) e é um exemplo de implantação de urbanismo tático. Mudanças mais profundas são sempre testadas com antecedência.

 

O objetivo da intervenção foi mostrar às pessoas um pouquinho do novo desenho viário da área 40 de São Miguel. As obras definitivas ainda não tem data para começar, mas a população já experimentou e sabe que a prioridade será dos pedestres.

ANTES - Praça Getúlio Vargas Filho
ANTES - Praça Getúlio Vargas Filho
ANTES - Praça Getúlio Vargas Filho
São Miguel Mais Humana
São Miguel Mais Humana
São Miguel Mais Humana
São Miguel Mais Humana
São Miguel Mais Humana
São Miguel Mais Humana
São Miguel Mais Humana
São Miguel Mais Humana
São Miguel Mais Humana
São Miguel Mais Humana
São Miguel Mais Humana
São Miguel Mais Humana
São Miguel Mais Humana
São Miguel Mais Humana
São Miguel Mais Humana
São Miguel Mais Humana
São Miguel Mais Humana
São Miguel Mais Humana
São Miguel Mais Humana
São Miguel Mais Humana
São Miguel Mais Humana
São Miguel Mais Humana
São Miguel Mais Humana
São Miguel Mais Humana
São Miguel Mais Humana
São Miguel Mais Humana
São Miguel Mais Humana
São Miguel Mais Humana
São Miguel Mais Humana
São Miguel Mais Humana
São Miguel Mais Humana
São Miguel Mais Humana
São Miguel Mais Humana
São Miguel Mais Humana
São Miguel Mais Humana
São Miguel Mais Humana
São Miguel Mais Humana
São Miguel Mais Humana
São Miguel Mais Humana
São Miguel Mais Humana
São Miguel Mais Humana
São Miguel Mais Humana
São Miguel Mais Humana
São Miguel Mais Humana
São Miguel Mais Humana
São Miguel Mais Humana

ÁREA 40

 

O objetivo da intervenção foi mostrar às pessoas um pouquinho do novo desenho viário da área 40 de São Miguel. As obras definitivas ainda não tem data para começar, mas a população já experimentou e sabe que a prioridade será dos pedestres.

 

A praça Getúlio Vargas está dentro da área 40 de São Miguel Paulista. No total, são 0,5 km2 de área com velocidade reduzida em um dos bairros onde o trânsito mata mais pessoas.

 

O projeto da Prefeitura de São Paulo começou a ser implantado em outubro de 2013 e atualmente contempla todas as regiões da cidade. O objetivo é reduzir o número de acidentes e melhorar a circulação de pedestres.