ACESSO ESTAÇÃO 

 METRÔ BELÉM | BELÉM | SP 

FICHA TÉCNICA
  • Projeto: Urb-i

  • Status: Estudo - 2017 setembro

  • Local:  R. Monteiro Caminhoá, Belém, São Paulo, Brasil

  • Equipe:  Yuval Fogelson, Andressa Abrantes, Andreza Abrantes, Fernanda Mercês

PROJETOS

 O PROJETO

O acesso para a estação de Metrô Belém, na zona leste de São Paulo, é feito diariamente por milhares de pessoas. Os pedestres utilizam principalmente as ruas Monteiro Caminhoá e Brigadeiro Morais, que tem características semelhantes. Escolhemos a Monteiro Caminhoá para propor um novo desenho que melhore a segurança viária e garanta mais conforto para os usuários.  

 

A via apresenta as seguintes características:

  • É uma das saídas da estação de Metrô e do terminal de ônibus.

  • Faz a conexão com o bairro do Belenzinho / Quarta Parada e o Sesc Belenzinho.

  • Tem grande fluxo de pedestres.

  • As calçadas são estreitas e inadequadas.

  • Pessoas andam pelo meio da rua em meio aos carros.

  • Rua sem saída - usada apenas para trânsito local.

 

A infraestrutura inadequada para o grande fluxos de pedestres é muito comum no entorno de estações de transporte público em toda a cidade. A situação é semelhante à da rua Joel Carlos Borges, onde a Urb-i já tem um projeto de requalificação (Projeto 3 Estações - Estação Berrini)

 

A proposta nesses casos é a criação de ruas compartilhadas, onde o automóvel é tratado como "visitante" dentro do espaço prioritário para os pedestres. A transformação pode ser realizada em duas fases:

 

TEMPORÁRIA - Mudanças de baixo custo e interferências leves.

PERMANENTE - Mudanças perenes com interferências na infraestrutura.

R. MONTEIRO CAMINHOÁ  /  R. PADRE ADELINO

SITUAÇÃO EXISTENTE

  • Espaço da rua dedicado predominantemente para automóveis. 

  • Calçadas estreitas.

  • Grande fluxo de pedestres e baixo fluxo automóveis

 
mapa
mapa zoom
metro
angulo2
angulo1
angulo3
angulo4